sexta-feira, 5 de junho de 2009

Finalmente, posso dizer que sei dar valor a quem merece, e que o sentimento aos demais é apenas indiferença. Nem sei por quanto tempo me deixei levar pelos sentimentos tais quais eu sabia que não existiam e mesmo assim tentava ver dentro daquilo que mais desprezo e que foi fonte do embrulhar de meu estômago... Mentiras. O único lugar a que levam é a mágoa, por ora, sentimento de culpa... As mentiras podem nos fazer perder oportunidades que são únicas na vida, pelo menos quando envolvem pessoas como eu, tratando-se por exemplo de um fim, pois pra mim, um fim é um fim, e ponto. E não entendo a dificuldade das pessoas de compreenderem que a chance delas, ja foi! Quando um "não" sai da minha boca, é um não e em 98% dos casos, não tem volta. Talvez o orgulho me faça ser decidida como sou, mas não crucificarei jamais tal "defeito" em minha pessoa, pois é este que me fez erguer a cabeça e passar por cima dos lamentos incontáveis vezes. Costumo não me arrepender do que faço, das decisões que tomo, nos caminhos pelos quais opto seguir, como não estou arrependida de nada, pelo menos nada que possa ser concertado, e como tenho certeza de que não houveram melhores decisões do que as últimas que tomei.
Finalmente posso dizer que quem me merece está comigo. E finalmente posso dizer que mesmo as coisas acontecendo de um jeito completamente diferente do qual profetizei com meus botões, elas finalmente vão dar certo. Não posso afirmar que vão, mas que a minha fé está realmente vasta em tal aspecto, é inegável. A positividade reina sempre, e acho que se cada um tem o que merece, ta na hora de um pouco de amor bem sucedido enfeitar minha vida, e espero sinceramente que esse seja meu destino.

Nenhum comentário:

Postar um comentário